Música performance poética

Numa das direções possíveis e talvez menos comum, há uma imensa margem que conecta o mundo em música além do som, essa margem talvez seja o observar, mas também pode ser o sentir ou mesmo o expressar. Nesse imenso encontro de beiras e na divisa de estar inteiro, a jovem curitibana Ísis Odara performa entre poema, música e corpo em seu novo trabalho autoral após sua primeira experiência na vivência de YANAY.

Um Verão Qualquer: os caminhos visuais e poéticos do novo disco do Versos

Após o primeiro álbum homônimo (2014) e o lançamento do segundo disco Desate (2015), o duo Versos que compomos na estrada completa a tão esperada trilogia poético-sonora com Um verão qualquer (2019) – que eu tive o privilégio de ser convidado mais uma vez para assinar a concepção visual da capa. Exclusivamente para esta ocasião, a Musicoteca me […]