Rádio Favela fm

Belo Horizonte: 106,7fm

Nascida na Vila Nossa Senhora de Fátima, no Aglomerado da Serra, Região centro-sul de Belo Horizonte, a Rádio Favela se destaca na história do rádio brasileira e mundial. Sua origem remonta aos eventos de cunho musical e cultural que se realizavam como alternativa de lazer no final dos anos 70, nas ruas próximo a periferia.

Inicialmente a intenção era ter um espaço para divulgar música e cultura negra. Mas os integrantes da Rádio Favela queriam mais. Foi ai que eles começaram a falar da discriminação contra os moradores da favela. A concientização da comunidade quanto aos problemas relacionados à violência a as drogas, era uma meta. Naquele momento o tráfico se instalava na região, e isso fez com que algumas pessoas ligadas à organização de eventos, apoiassem a ideia de ter uma rádio independente.

Assim, entra no ar, no ano de 1981 a Rádio Favela, “A verdadeia voz do Brasil. A Rádio começou a funcionar praticamente com um trasmissor a bateria, um toca-discos a pilha (pois ainda não havia energia elétrica na favela) e equipamentos impprovisados. Devido a forte repressão que existia no país, a rádio não podia permanecer em um mesmo local por muito tempo. Era normal ver a emissora se mudando de barraco para barraco, e com isso ampliava gradativamente o número de pessoas da comunidade envolvidas com a rádio.

Embora o funcionamento da Favela FM tenha sido marcado por interrupções, devido a perseguições políticas e policiais (a rádio teve seus transmissores lacrados por três vezes), ou à situações de calamidade (o barraco onde funcionava o estúdio foi inundado na época das chuvas, no ano de 1995), a rádio persistiu e continua no ar. Em 2002 a Rádio Favela, transmitindo do alto de um aglomerado populacional onde moram atualmente cerca de 100 mil habitantes, recebe o Ministro das Comiunicações, Pimenta da Veiga, a outorga verbal de funcionamento como emissora Educativa e passa a se intitular “Rádio Educativa Favela FM 106,7”. Com isso, a antiga 104,5 FM, reforça o seu caráter de autenticidade e de ser uma prestadora de serviços a todas as comunidades de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

Em 2007, recebe em mãos a outorga definitiva do então Ministro das Comunicações, Hélio Costa. Com isso a Rádio Educativa Favela FM passa a ter livre funcionamento como meio de comunicação de radiodifusão.

Em 2011, a Rádio Educativa Favela FM adota a sua principal característica ao nome: Autêntica. Com isso, a emissora passa se intitular Rádio Autêntica 106,7 Favela FM. Muitos perguntam se trocamos o nome da emissora. Respondemos que não, pois apenas unimos a marca com a nossa principal qualidade desde a primeira trasmissão: Autenticidade. Somos uma emissora Autêntica!

Deixe uma resposta